domingo, 31 de agosto de 2008

FIM

Quem sabe um dia...

Uma hora...

Um momento...

Possa eu viver novamente...

Mas hoje, meu corpo...

Meu ser...

Está sem alma...

Sem vida...

Sem vontade...

Até um dia, AMOR DA MINHA VIDA